terça-feira, outubro 17, 2017
Banner Top

Um novo cenário já pode ser observado na SC-110/SC-390, trecho que liga São Joaquim até o topo da Serra do Rio do Rastro, em Bom Jardim da Serra, com o início da primeira camada da pavimentação asfáltica da rodovia estadual. Executada pela Construtora Confer, a obra de revitalização compreende 51 km e um investimento de R$ 25,5 milhões do Governo do Estado, através do Pacto por Santa Catarina.

A reabilitação da rodovia é uma obra contratada e fiscalizada pelo Deinfra – Departamento Estadual de Infraestrutura, que prevê pavimento, acostamentos, implantação de duas interseções sendo uma rótula cheia alongada e outra o “trevo alemão”, drenagem, revitalização da sinalização vertical, horizontal, obras complementares, recuperação e colocação de defensas metálicas. A obra é dividida em dois lotes, o primeiro de São Joaquim até o Rio Porteira, com 28,66 km, e o segundo, do Rio Porteira até o topo da Serra do Rio do Rastro, em Bom Jardim da Serra, com 22,39 km.

Ecologicamente correto

A exemplo da SC-114, entre Lages e Painel, o trecho entre São Joaquim e o Rio Porteira também receberá um tratamento diferenciado, enquadrando-se no conceito ecologicamente correto, ou seja, respeitando a preservação da natureza. A técnica consiste na retirada do asfalto antigo, que posteriormente é misturado com cimento e pó de brita. O trabalho é executado por uma recicladora, máquina pouco comum no Brasil, e o resultado final, atestado por estudos em laboratório, é uma nova base com mais resistência e durabilidade.
Além dos 51 quilômetros entre São Joaquim e o topo da Serra do Rio do Rastro, em Bom Jardim da Serra, o Governo do Estado executa outras duas obras, de São Joaquim a Painel, com 55 quilômetros e de Painel a Lages, 24 quilômetros. Ao todo são 130 quilômetros ininterruptos revitalizados, com um investimento que ultrapassa R$ 100 milhões. A secretária executiva da Agência de Desenvolvimento Regional de São Joaquim, Solange Scortegagna Pagani, ressalta que a revitalização das rodovias estaduais na região é imprescindível para o desenvolvimento regional.

“As obras trazem mais segurança aos usuários, além de oferecer infraestrutura para o setor econômico e turístico. Com as rodovias revitalizadas, surgem novas oportunidades e investidores interessados na região”, destacou o secretária.
Velocidade deve ser reduzida.

Com a execução das obras, os motoristas que trafegam na rodovia SC-110/SC-390 devem redobrar a atenção e diminuir a velocidade. O engenheiro da empresa fiscalizadora da obra, Roberto Chaves, alerta para o controle de velocidade dos automóveis e caminhões trafegam na rodovia. “Alguns veículos transitam com velocidade acima de 80km/h, o que é extremamente perigoso para uma rodovia em obras. Aproximadamente 60 homens trabalham na pista e a falta de consciência dos motoristas pode provocar graves acidentes e colocar em risco a vida dos nossos colaboradores e também de todos que utilizam a via. A velocidade recomendada de uma rodovia em obras é de 50km/h”, orientou o engenheiro.

Elenise Melo Nunes da Assessoria de Comunicação
Agência de Desenvolvimento Regional – São Joaquim

1 comentário

Deixe um comentário