quinta-feira, julho 19, 2018
Banner Top

No Brasil, o termo pinhão geralmente designa as sementes da Araucaria angustifolia, árvore de destacada importância cultural, econômica e ambiental na região sul.
Nos meses de maio e junho, no tardar do outono, as pinhas estouram ao sol do meio-dia, possivelmente como reflexo da dilatação após a manhã fria.

Com o estouro estes pinhões espalham-se num em uma distancia de aproximadamente cinquenta metros a partir da planta mãe. O homem e os animais que se alimentam desse pinhão também atuam no transporte e disseminação das sementes.
Em Santa Catarina o pinhão é a comida mais típica do estado, sendo consumido assado ou cozido, destacando-se alguns pratos, como a paçoca de pinhão e o entrevero. O mesmo acontece no Rio Grande do Sul, estado em que o pinhão é tradicionalmente consumido nos meses de outono e inverno. Além de ser utilizado como ingrediente em alguns pratos, o pinhão pode ser consumido de forma isolada, normalmente assado ou cozido. Tradicionalmente, o pinhão era sapecado no chão do campo em meio às próprias grimpas (ramos secos) da araucária.

Benefícios do pinhão para a saúde

Tradicional nos meses de outono e inverno no sul do país, o pinhão é um alimento rico em fibras, carboidratos complexos, proteínas e minerais como o cobre, ferro, magnésio, zinco e fósforo. Cozido ou na chapa o pinhão é uma boa opção para lanches intermediários e até para consumo antes da prática de atividades físicas.

Já que um dos melhores benefícios do pinhão é a liberação do ácido linoleico. Esse ácido age como supressor da fome e libera um hormônio chamado colecistoquinina, que ajuda a diminuir a vontade de comer. Por essas características, o consumo é recomendado como lanche, entre refeições, e principalmente no fim da tarde, para ajudar a controlar a fome.
Mas os benefícios do pinhão são muitos. Nele é encontrado ferro e cobre. O ferro é um mineral que previne anemias e gera energia ao organismo e o cobre ajuda na absorção do ferro, o que é muito saudável.

Para aqueles que sentem fadiga e tensão muscular, o consumo do pinhão pode ajudar. Rico também em magnésio, cálcio e fósforo, a semente melhora esses sintomas. E ainda ajuda a prevenir doenças cardiovasculares, por possuir boa quantidade de gorduras monoinsaturadas, que são as gorduras boas para diminuir o colesterol. Também com uma boa quantidade de luteína, um antioxidante importante para manter a saúde dos olhos e evitar a degeneração ocular e diminuir os riscos de catarata.

Leia a seguir 10 benefícios do consumo do pinhão:

1- Acelera a perda de peso;
2- Diminui o colesterol;
3- Melhora a saúde ocular;
4- Hidratação da pele;
5- Melhora a saúde cardiovascular;
6- Aumenta os níveis de energia;
7- Fortalece a imunidade;
8- Ajuda a digestão;
9- Propriedades antioxidantes, que ajudam a inibir o envelhecimento;
10- Melhora e previne a anemia.

Tags: , , , ,

Notícias relacionadas

1 comentário

Deixe um comentário